Madeiras no envelhecimento da cachaça

Você certamente já viu no mercado cachaças de diversas colorações, cheiros, sabores, mas o que está por trás de toda esta variação?



Assim que a cachaça sai do processo de destilação ela pode ir para os tanques de inox onde será descansada (cachaça branca ou prata) ou para barris e tonéis de madeira.


Segundo Manoel Agostinho Lima Novo, referência no ramo da cachaça, “No mercado nacional, a tradição era não envelhecer a cachaça, apenas descansar. Porém, com o desenvolvimento de um mercado consumidor mais exigente, que buscava cachaças diferentes das tradicionais, os produtores passaram a envelhecer a sua cachaça, agregando valor imensurável à ela."



Os barris, dependendo de sua idade e quantidade de vezes utilizados, podem trazer diversas características. Por isso, para desenvolver uma bebida, utiliza-se mais de um barril com diferentes tempos de maturação. Estes podem ser da mesma madeira ou de mais de uma (blends).


Existem dois grupos de madeiras: as neutras, que possibilitam uma troca maior de oxigênio do que o inox, deixando o paladar da bebida mais suave, mas não modificando a coloração original da cachaça (Ex: Amendoim, Jequitibá, Ipê, Grápia, Freijó). E as não neutras, que produzem cachaças com cor e cheiro de madeira muito mais marcantes (Ex: Carvalho, Bálsamo, Cerejeira, Cabreúva, Amburana, Canela-Sassafrás, Castanheira).


O carvalho é a madeira mais utilizada no mundo para envelhecer bebidas alcoólicas e, segundo os registros históricos, o primeiro material utilizado para esta finalidade. Porém, no Brasil temos uma diversidade muito grande de espécies de árvores e, com o tempo, o brasileiro está descobrindo esta riqueza, da qual ainda há muito o que ser estudado e explorado tanto pelos produtores, quanto pelos consumidores.



Independentemente de qual o perfil de madeira escolhido, podemos ter a certeza de que este processo traz benefícios sensoriais, elevando o valor e permitindo à cachaça competir com destilados internacionais consolidados, como o Whisky, o Rum, o Gin, dentre outros.


Conte-nos, qual a sua madeira preferida?


85 visualizações0 comentário